links

Novas inutilidades

O Tatu mudou de toca!

Espaço tatu de cinema

News!

Não reclames!

Descoberta!

Eu jurava que eram os mes...

Homenagem

Será????

Nunca farão!

Assombro

Marvada pinga

Novidade (?)

Isso não acaba !? (que ch...

Espaço tatu de cinema

Cocô é importante!

Esporte olímpico

Pesquisa

Marketing malicioso

Notícias do esporte

Musa

arquivos

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Terça-feira, 25 de Março de 2008

E agora, José?

Poema esdrúxulo de uma tarde sem idéias e calourenta.

Simplesmente ridículo.

 

 

E agora José?

A cerveja acabou, o lambari morreu

Porque o ribeirão secou.

 

E agora José?

Já não pode sentar,

Também não pode rolar,

Latir já não pode,

Fingir-se de morto tampouco

José: você é um cachorro?

 

E agora José?

A luz apagou,

Sua conta no banco estourou,

Sem dinheiro está,

Emprestou do Sassá (?!?)

 

E agora José?

Já não tem mais platéia,

E na verdade nunca teve,

Está vivendo sozinho,

Enfiou a mão na colméia,

Só pra rimar com platéia,

Que está escrito ali em cima,

E não consiga finalizar a rima,

Com algo legal

 

E agora José?

Tá tudo uma bosta,

Tá desempregado,

Vivendo na rua,

Sem nada e descalço.

Mas tudo bem,

Só não vire viado.

 

By Marcel (infelizmente)

 


Defecado por Marcelzero às 12:18

linque do poste | Criticar (comentar) | favorito

Os loucos desse lugar

fuçar no blog

 

Janeiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds